Sobre

O termo holonomia decorre da junção de dois radicais gregos, “holos” (totalidade, completo, inteiro) e “nomos” (lei, norma, conhecedor), significando, dentro da proposta científica do físico David Bohm, a lei que rege o todo, o holomovimento, uma totalidade indivisível e inseparável, que é a realidade em que vivemos. Segundo Bohm, totalidade, que é “whole” em inglês, possui o mesmo radical de sagrado, “holy” em inglês, permitindo uma ligação entre totalidade e santidade, o sagrado. A procura é por um conhecimento integral. “Portanto, deveis ser perfeitos (santos) como vosso Pai celeste é perfeito (santo)” (Mt 5, 48).

A partir dessa visão, que rompe com a interpretação de Copenhague descrevendo o mundo em termos materialistas regido pelo princípio da incerteza de Heisenberg, busca-se o desenvolvimento de uma ciência coerente em seus termos, integral, que implica o reconhecimento da verdade de uma ordem total que molda o mundo em unidade espiritual, psíquica e física, tal como ditado pelo monoteísmo.

Holonomia, como a lei do todo, é uma lei de razão, uma lei lógica, é expressão do Logos, da Inteligência que entende a Si-mesma, como no Monoteísmo, em que há Um Deus, Uma Ordem, a que tudo está submetido, sendo Jesus Cristo sua expressão humana, exemplo de vida santa, saudável, integral.

A proposta, desse modo, é de um conhecimento unificado, em termos científicos, em que res extensa e res cogitans são aspectos de uma mesma estrutura de realidade, de uma mesma Substância.

Outrossim, holonomia é uma forma científica de descrever a ação do Reino de Deus.

Os dois primeiros artigos, principalmente, Para uma nova ciência e Ciência: a luta do cosmos contra o caos (publicados em agosto de 2016) apresentam uma introdução ao tema deste sítio, sendo leitura obrigatória para familiarização com a tese em desenvolvimento, o que indica que os textos estão sujeitos a correções ou atualizações pontuais.

O resultado esperado é a comprovação de que existe unidade científica e religiosa, a criação se rende ao Criador, pois a parte, mesmo integrando o Todo (Deus é onipresente), não pode ser maior do que Ele, sendo que uma das consequências da ação de Jesus Cristo, como, dentre outras qualidades, o maior cientista que já existiu, foi superar o rompimento dos povos entre si e entre a humanidade e Deus, tornando possível o conhecimento de Deus, da Ordem Integral, do Logos, a Razão Absoluta, a todos, independentemente de sua origem carnal, abrindo o caminho para a Vivência em seu mistério humano. “Não há judeu nem grego, não há escravo nem livre, não há homem nem mulher; pois todos vós sois um só em Cristo Jesus” (Gl 3, 28).

A ordem cósmica contém uma ordem humana, um Direito humano, como espécie, expresso principalmente na Torá, que teve seus reflexos no Alcorão, e culminou no Evangelho, que já vigora majoritariamente em termos lógicos no plano internacional, mas que de fato sofre influência do príncipe deste mundo, do poder econômico com implicações políticas e religiosas.

O tempo presente é de transição, de superação da fase metaestável do universo, conforme medições do bóson de Higgs e suas implicações cósmicas (a conclusão do valor encontrado para o bóson de Higgs é no sentido de que nosso universo é como um gelo em processo de derretimento, está em mudança de fase); é iminente a Parusia, ou seja, a presença da manifestação dessa Ordem na mente humana e na sociedade, quando será definitivamente instalado o Reino de Deus, isto é, a ordem internacional justa e equilibrada voltada ao pleno desenvolvimento da humanidade, com a efetivação da holonomia no contexto humano planetário, o que somente ocorrerá com uma ação coletiva de todos nós seguindo o exemplo de nosso Líder, o Filho do Homem, Jesus Cristo.

Quem viver, verá, e quem não viver, também…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s